domingo, 10 de junho de 2007

Obrigada!

Esse blog escapa de mim e encontra sua dimensão dialógica. Parece que para isso serve um blog, explícito espaço, a um só tempo pessoal e público. Este tem um caráter experimental e não sei ainda me mover dentro dele: deleto partes, perco imagens e até o calendário. Esqueci que usava um pseudônimo. É curioso.

O poema de Carlos Machado inaugura nele cores, imagens e ritmo tão belos que o tornam pleno neste domingo. Nenhuma outra palavra seria mais necessária e é o silêncio emocionado que acompanha meu agradecimento ao amigo, excepcional poeta.

2 comentários:

Luiz Fernando disse...

Ana,

Este blog está uma caixinha de jóias, coisas de família, cartas, preciosidades.

Fico feliz, simplesmente.

PS.: Peço autorização pra divulgar, sem autorização, seu blog no meu. Sem perigo de invasão bárbara. Apenas pra resistrar este encontro maturado.

Casulo Temporário disse...

:)
Vá em frente, querido.
Afinal, você ajudou nesse parto...