Um gato chamado Shake

Sim, adoro gatos. Os meus queridos, Milk e Shake, foram desterrados, mas vou visitá-los sempre. Sinto falta de seu movimento pela casa. Hoje fui almoçar com meu pai, por seu aniversário. Meu irmão poeta fez um lindo presente para ele e o mundo ficou pura beleza e coração.
Depois visitei os gatos e o mundo ficou aveludado.
Um poeta é a alma da vida perambulando pela casa.
Um gato é contato portátil com a natureza.
Às vezes escrevi versos para eles.


A novidade


Pequeno gatinho ronronante,
bamboleante pela casa.
Ele passa, orelhas e bigode
desfazendo esse celofane de cansaço e monotonia.

O gatinho passa e em seu movimento
toda cor é bela,
todo som é festa,
toda alegria é luz.

Esse gatinho que faz do cinza
Pura beleza em mil tons.

Comentários

Luiz Fernando disse…
"Um gato é contato portátil com a natureza." ;)

Adorei, Ana.

Que este casulo que nasce agora seja templario das belas coisas de sua vida. É a poesia que faz sentido pra a gente, que dá sentido à gente, que é sentido na gente.

Comecei a desejar ter gatos, mas ultimamente, além dos saguis domésticos, com um poodle micro-toy tem ocupado meu mundo peludo e selvagem.
bemvindo ao Casulo!
sim, a poesia é tudo isso. E é melhor ter um poodle micro-toy na mão do que dois poemas felinos voando...
beijo,
Ana.

Postagens mais visitadas