O mais querido poeta



Neste domingo, um poema de meu pai :


Uma nuvem... um saveiro...


Uma única nuvem no céu,
Um só saveiro no mar.

Um saveiro, assim branquinho,
é nuvem por sobre o mar.

Uma nuvem, assim distante,
é saveiro a navegar.

Não poderei esquecer
a tarde peninsular:

Uma só nuvem no céu,
um só saveiro no mar.

(José Newton Alves de Sousa. Poemar. Salvador, Contemp, 1982.
Um livro dedicado "Aos que sonham, aos que lutam, aos que amam").

Comentários

Postagens mais visitadas