quarta-feira, 26 de setembro de 2007

Interações



O editor, ou provedor, ou esse espírito, enfim (que habita os bastidores do blog e fala com a gente de vez em quando), contabilizou, gentilmente, 50 postagens no Casulo. Sem saber ao certo a quem devo agradecer por isto, passo para o post de número 51, e me reconheço grata pelos links, passagens, aberturas e encontros que acontecem aqui.


A primavera chegou à Bahia e mais uma vez sinto o mar
que nem um felino derramado na areia.
Há versos lindos dentro das canções que tocam no rádio
e as pessoas conversam com desconhecidos na rua.
Amigos ainda escrevem cartas e me comovem,
quando me imaginava cansaço sem fim, impossível emoção.
Outros silenciam e me dizem como é longo o mundo
e curto o afeto.
Na fotografia, o menino aposta na alegria do mundo
e restabelece uma infinita
paz.



Um olho e basta. Foto de Mário Vítor.


3 comentários:

denise disse...

Ana, parar para ler suas palavras e ver as fotos de Vitor... é o silêncio mais precioso que eu poderia ter tido hoje!
Que beleza mais delicada!
Obrigada a vocês,
Beijos,
Denise.

Raiça disse...

Brigada por compartilhar conosco em palavras e imagens a paz reiventada do menino.

Abraço longo.

Leandro Jardim disse...

Interessante casa poética!

:D