domingo, 16 de setembro de 2007

Em luto pelo tempo da delicadeza




Os poemas não escritos me seguem pela cidade.
O céu paira sobre nossas cabeças
e sombrios presságios se esgueiram na noite.



Foto de Mário Vítor.

Nenhum comentário: