terça-feira, 30 de outubro de 2007

Já eu, não gosto dos modernos e seus segundos cadernos...





...mas gosto desta canção:


Senhas


Adriana Calcanhoto





Eu não gosto do bom gosto

Eu não gosto de bom senso

Eu não gosto de bons modos

Não gosto


Eu aguento até rigores

Eu não tenho pena dos traídos

Eu hospedo infratores e banidos

Eu respeito conveniências

Eu não ligo pra conchavos

Eu suporto aparências

Eu não gosto de maus tratos



Mas o que eu não gosto é do bom gosto

Eu não gosto de bom senso

Eu não gosto de bons modos

Não gosto


Eu aguento até os modernos

E seus segundos cadernos

Eu aguento até os caretas

E suas verdades perfeitas


O que eu não gosto é do bom gosto

Eu não gosto de bom senso

Eu não gosto de bons modos

Não gosto


Eu aguento até os estetas

Eu não julgo competência

Eu não ligo pra etiqueta

Eu aplaudo rebeldias

Eu respeito tiranias

E compreendo piedades

Eu não condeno mentiras

Eu não condeno vaidades


O que eu não gosto é do bom gosto

Eu não gosto do bom senso

Não, não gosto de bons modos

Não gosto



Eu gosto dos que têm fome

Dos que morrem de vontade

Dos que secam de desejo

Dos que ardem...




Geometric beauty. Detalhe do gradil da Igreja do Rosário dos Pretos, Pelourinho, Salvador, Bahia. Foto de M.Vítor.

3 comentários:

Janaína Calaça disse...

Eu não gosto do bom gosto, daquilo que se prega como um ponto de orientação para os que intitulam de desorientados. Gosto mesmo é daquilo que me atinge fundo, que me arrebata, me faz sentir. Gosto de sentir e para isso é necessário se despir das amarras. Não gosto do bom gosto, nem do bom senso, nem dos bons modos, da poesia-jarro, da poesia guiada pela métrica e não por aquilo que é grito e necessidade. Eu sempre disse que gosto do desgrenho, do caos, da vida, que nos tira dos caminhos retilíneos e nos faz andar por searas tortas.

Beijos, querida.
Beijos e abraço apertado.

Jana.

Leandro Jardim disse...

adoro o título a foto e a cançao... mas também o segudo caderno... hehe

:P

abs
Jardineiro

Maria Muadié disse...

Ana, também gosto dessa música e amo aquela: "pela janela do carro, quem é ela?, eu vejo tudo enquadrado, remoto controle...."

Vim aqui te fazer um convite: conhecer o blog www.versosdefalopio.blogspot.com, escrito por sete mulheres. Meu dia é sábado.

Beijo,
Martha