sábado, 15 de dezembro de 2007

"O mundo é sempre grávido de imenso"



"Acontece que o mundo é sempre grávido de imenso.
E os homens, moradores de infinitos, não têm olhos a medir.
Seus sonhos vão à frente de seus passos.
Os homens nasceram para desobedecer aos mapas e desinventar bússolas.
Sua vocação é a de desordenar paisagens".

Mia Couto, poeta moçambicano.


Cores dispersas. Foto de MVítor.
Na antevéspera, as "Visões de Natal" que Mayrant Gallo apresenta em Contramão - http://mgallo.zip.net/

4 comentários:

david santos disse...

Passei para desejar-lhe um bom final de 2007 e um bom ano de 2008.

Aproveito para LHE pedir que participe na blogagem colectiva que se está a realizar hoje, dia 17, em prol da menina Flávia

http://flaviavivendoemcoma.blogspot.com/

Maria Muadié disse...

que foto linda.delicada.

Raiça Bomfim disse...

Que foto mais linda. Que lindo ver as delicadezas- do Mário e do Mia (cujas letras um bem enorme me fazem ao coração)- unidas.

Um doce Natal pra você, Ana!

Beijão,

Raiça.

katherine funke disse...

mia couto é demais...