Stacatto





É o verão que se insinua.
É a gota de sangue na letargia da tarde.
O aconchego das nuvens ao entardecer.
Rosas e azuis.

Não vi o semblante das ruas e pessoas.
Talvez alguns passos.

Não vi o suor e a lágrima colados ao humano.
O dia é cor de shopping e estou morta.

Publicado em A Impossível Transcrição (De tudo fica a poesia).
160 graus. Foto de MVítor.

Comentários

fred disse…
Ótimo poema.
Beijo
Cosmunicando disse…
'dia cor de shopping' é tão cinza...
Pavitra disse…

esse poema me deixou "desnorteada", no bom sentido da palavra...

a primeira estrófe passa toda a beleza de se estar consciente da natureza, do dia, da vida, e as outras, a tristeza de ver a insensiblidade das pessoas para o mesmo milagre de se estar vivo!

foi assim que li...
adorei o poema!

Postagens mais visitadas