Olhos de milagre



Acordes delicados de pura alegria é Mariana.

A alegria do mundo sendo descoberto, reinventado.

Não é mesmo que o mundo nasce outra vez com cada criança?

Tanto brincar que se faz possível, explosão de vida.

Olhos de milagre, é o que ela desata em nós.

Mais não tenho senão o desejo de trazer em palavras o poema-Mariana.

Por enquanto, o poema em ato é ela própria,

que sorri, nomeia um mundo de cujo fascínio tínhamos até esquecido, encanta e diz “eu quero”.

Que pula e dança a vida.

Nossos corações se tornam um solo fertilizado, replenos de sonhos.

Um chão de estrelas, essas que seus olhos contêm.

Comentários

Renata Moreira disse…
ohhh que lindo poema, querida Ana!!!

sem dúvida as crianças são as pedrinhas preciosas do mundo!!!!

um dos meus primeiros poeminhas foi "A vida é tão simples como o sorriso de uma criança, e tão frágil como uma pétala de rosas!" Concordo plenamente, até hoje!!!

Postagens mais visitadas